Executivo e Legislativo se unem para adiantar recurso para pagamento de funcionários do HCC

Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Na tarde de sexta-feira (5), os funcionários do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC) organizaram uma mobilização em frente ao prédio em protesto aos vencimentos em atraso.

Durante o ato, alguns vereadores junto com o Prefeito Municipal Vinicius Pegoraro (MDB), confirmaram a liberação de um recurso do Estado, que se encontrava em débito com o Município.

Segundo o enfermeiro Diego Souza, os vereadores Luciano Bertinetti (MDB), Leandro Ehlert (MDB), Rubens de Vargas, Cristiano Aguiar, João Durão (PRB), Marcelo Maron (PTB) e Adolfo Neutzling (MDB), junto com o prefeito, buscaram junto à Secretaria de Saúde do Estado pelo adiantamento da verba.

Segundo os funcionários, o recurso deve chegar na próxima semana e o repasse à instituição deverá passar por votação na Câmara de Vereadores, para que possa ser utilizado para a quitação do décimo terceiro do ano passado (2017).

— Até hoje, os vencimentos em atraso recebemos através da Administração Municipal. Já foram quase 2 folhas, o décimo de 2016 e agora o de 2017. Ele (Vinicius) nunca deu a palavra em vão, por isso acreditamos. Da administração do hospital não temos tido apoio. Para eles, nunca fomos prioridade. — declarou Souza, em entrevista exclusiva ao Jornal Canguçu Notícia.

RELEMBRE A MOBILIZAÇÃO

Segundo a líder da mobilização, Luciara Lira, o protesto é contra o grupo que responde pela gestão da instituição, enquanto uma nova chapa não assume.

— O prefeito fez o repasse de recursos para pagar nossas parcelas do décimo de 2016. O protesto é contra a gestão do hospital que não prioriza seus funcionários. — destacou Luciara.

A categoria acumula o décimo terceiro de 2017, os vencimentos de setembro e 45% do salário de agosto em atraso. Segundo os funcionários, de momento, não há um indicativo de nova greve.

RELAÇÃO PODER EXECUTIVO X HOSPITAL

Em agosto, o prefeito municipal Vinicius Pegoraro (MDB) apresentou uma proposta de reajuste do Imposto Predial  Territorial Urbano (IPTU), que tramitou na Câmara de Vereadores e foi aprovada por 8 votos conta 7.

Na apresentação oficial a imprensa, em seu gabinete, Pegoraro destacou que a atualização da planta de valores já vinha sendo cobrada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) há pelos menos duas gestões. A correção, segundo o chefe do Executivo, promoveria uma ‘justiça social’ em relação às classes menos favorecidas e ajudaria a aumentar o repasse de recursos para a instituição hospitalar.

Em Setembro, a Prefeitura Municipal liberou o valor de 209.597,47 para o Hospital de Caridade de Canguçu para a realização de pagamento do décimo terceiro salário dos funcionários, referentes ao ano de 2016.

Segundo informações da assessoria do Executivo, o valor destinado é oriundo de recursos próprios da Prefeitura Municipal.

RELEMBRE A GREVE:

Há cerca de 6 meses, os funcionários do Hospital de Caridade de Canguçu deram início a uma greve que durou cerca de 60 dias.

Na pauta, os funcionários reivindicam o pagamento do décimo terceiro salários de 2016 e 2017, além de dois meses de atraso de salários, férias e demais direitos. O grupo cobrava também por explicações da gestão a respeito do futuro da casa de saúde, uma vez que o contrato com o Governo do Estado ainda não tinha sido renovado. 

Na época, a gestão do HCC destacou o envolvimento do Poder Executivo na busca por uma solução para a instituição. Uma das propostas era que a Prefeitura Municipal assumisse a casa de saúde.

HISTÓRICO DE ENDIVIDAMENTO

Em outubro do ano passado, o Hospital de Caridade anunciou em uma sessão na Câmara de Vereadores a possibilidade de fechamento. Na época, as dívidas estavam na casa dos R$ 30 milhões. Só para os médicos, entre honorários e Autorizações de Internação Hospitalar (AIHs), a pendência era de cerca de 3,5 milhões.

Em dezembro do ano passado, o gestor Mário Fonseca comentava sobre a expectativa de obter uma linha de crédito de R$ 4,7 milhões. A possibilidade foi descartada devido à dívidas vencidas no Banco Central, um impeditivo para a tomada de qualquer empréstimo.

Leia Também:

ads

Notícias Relacionadas

Coluna Saúde Mental — Suicídio: Vamos falar a respeito?

O suicídio ainda é um assunto causador de medo e espanto pelo fato das ...

Campanha de vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite foi prorrogada até o dia 14

Foto: Tomaz Silva/Agencia Brasil A Campanha de Vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite ...

Município recebe caminhão de combustível para manter serviços de saúde e segurança

Na tarde de segunda-feira (28), a Prefeitura Municipal de Canguçu contatou o Gabinete de Crise ...

Canguçu está entre os Municípios que decretaram Calamidade Pública na Saúde

As 23 prefeituras da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) devem decretar até ...

Padaria Municipal promove economia e amplia atendimento

Foto: Prefeitura de Canguçu/Reprodução Nas últimas semanas, a Secretaria de Assistência Social e Direitos ...

Hospital de Caridade de Canguçu. Foto: Canguçu Notícia

Sem atendimento na maternidade, gestantes estão sendo transferidas para cidades vizinhas

Foto: Jornal Canguçu Notícia Apesar da trégua de trinta dias na greve dos funcionários ...

Após reajuste, novos valores do IPTU geram repercussão nas redes sociais

Foto: Jardel Oliveira/Facebook/Reprodução Nos últimos dias, o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) se tornou ...

Vacinação. Foto: Altemar Alcantara/Semcom

Horários e Locais para vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite

O Sarampo e a Poliomielite, diferente do que se acredita, ainda não foram eliminados. ...

CPI do Hospital: Confira o Relatório Completo na Íntegra

A investigação foi dividida em três partes: de 2008 a 2013 (pré intervenção), 2013 ...