Capa produzida por Odyr Bernardi para o álbum Sexta-Feira.

Sexta-Feira, Juliano Guerra: Uma Resenha

Sexta-Feira é o segundo álbum solo do músico e compositor canguçuense Juliano Guerra. Lançado em março de 2015, o disco, pré-produzido em parceria com o baterista e percussionista Davi Batuka, além de inteiramente gravado e finalizado em Pelotas, de maneira independente, traz consigo ilustrações de Odyr Bernardi e design gráfico da Nativu Design.

O álbum é distribuído pelo selo Escápula Records e está disponível para download gratuíto no site do artista, além de venda em lojas de CD’s e serviços de distribuição digital como Deezer, iTunes e Spotify.

Sexta-Feira é composto por dez músicas que totalizam aproximadamente quarenta minutos de casamento entre voz e melodia. Instrumentos como acordeom, baixo, bandolim, bateria, cavaco, pandeiro, teclado, violino, violão e violão sete fazem parte do corpo do disco.

Guerra, o transeunte em busca de paz traz uma obra mais madura e delicada. A música que abre o disco, intitulado com o mesmo nome,​ Sexta-Feira à priori evoca alegria e leveza mas como outras canções do artista, esconde verdades e inquietações. ​Um hino é serena,tanto em melodia quanto em letra e fala de amor de uma forma para além do significado conhecido, carregando uma poesia para além da rima.​

Biografia é sem dúvidas o ápice de Sexta-Feira; A intimidade expressa na letra e o ritmo que tende a remeter à música popular brasileira de três décadas atrás solidificam o casamento entre a tristeza e a beleza.​ Vi Vir Veio apresenta um anjo vindo da FEBEM, destroça o vulgar na cor marfim e brinca com tempos verbais, fazendo deles instrumentos para levar sua mensagem de forma mais clara. Amor e ódio deixam de ser polaridades opostas em ​Vi Vir Veio ​ para confundirem-se no decorrer da canção, tornando-a uma obra aberta, sem delimitações claras e acima dos tempos as quais brinca.

1983 faz crítica à estilo 31 de dezembro, segunda música do álbum ​Lama, sutil porém forte, e ganha corpo quando, dentre os versos, apresenta-se como resposta a uma outra crítica a qual o músico recebera pelo modo de vida.​ 20 Cigarros Por Dia traz crítica à mídia e à indústria de remédios, que promete curar qualquer coisa, inclusive a tristeza, independente de sua causa. Além disso, a letra vai da oração à uma transmutação da imagem da mulher.

De Improviso, parece dar valor a seu nome, trazendo impressões que vão do improviso à curiosidade inerente ao homem que caminha sem saber ao certo o porquê. As várias vozes em uníssono cantando “Conte Comigo” transferem beleza e especulam a curiosidade já desperta pouco antes, como que querendo brincar com a confusão gerada pelo final da canção: continuação ou fechamento?

Sexta-Feira não é um álbum para ser ouvido apenas na sexta-feira, mas em todos os dias que a ideia de um violino e um cavaco juntos não causarem estranheza. Sexta-Feira fala sobre fé, sobre o tédio, sobre se perder, vaguear, sobre perigos e altares na caminhada. Inúmeros são os motivos para indicar o álbum, mas, por ora, basta o simples fato de que Guerra brinca com os versos como uma criança brinca com a própria sombra, sem medo de fazer feio e sem pretensão de ser aplaudido. E isso, já é motivo o suficiente para embelezar a obra ainda mais.

Ouça o disco abaixo:

Leia Também:

ads

Notícias Relacionadas

15º Festival Estudantil da Cultura Alemã e Pomerana movimenta 25 escolas em Canguçu

Foto: Jornal Canguçu Notícia Jovens estudantes promoveram desfile para mobilizar comunidade a participar do ...

Festejos Farroupilhas movimentam entidades e escolas até o dia 20

Foto: Jornal Canguçu Notícia/Arquivo   O ponto alto das comemorações será na próxima quinta-feira ...

Senhorita Município

Conheça as vencedoras do Senhorita Município 2018

Aconteceu no último sábado (16) o Concurso de Escolha das Soberanas do Município de ...

VÍDEOS: 32ª Ciranda Estudantil Nativista movimenta mais de 2,6 mil estudantes

Foto: Prefeitura de Canguçu/Reprodução De quinta-feira (18) até o sábado (20) aconteceu 32ª edição da Ciranda ...

Conheça um pouco dos filmes que serão exibidos na II Mostra de Curtas

A Prefeitura Municipal em parceria com a Universidade Federal de Pelotas (UFPel) promove nesta ...

Revisitando a História: O surgimento do Monumento ao Colono

Você sabia? O monumento ao imigrante localizado na Praça Hilmar Nornberg Pinz foi idealizado e construído ...