‘Ter um trator rosa sempre foi o sonho da minha vida’

A última quinta-feira (20), não será lembrada pela agricultora Valéria Heller Goetzke apenas como um dia de conquista, mas como um marco do dia em que realizou o seu sonho: ter um trator cabinado rosa.

A entrega aconteceu por volta das 14h, em frente à Agência do Banco do Brasil, na Rua Júlio de Castilhos, onde a agricultora Valéria, e seu companheiro Diego Neitzke Goetzke financiaram o implemento.

“Eu trabalho com trator e achava que merecia um rosa. É um sonho que estou realizando hoje. Vou voltar contente pra casa.”

Entrega da chave do veículo aconteceu em frente a Agência do Banco do Brasil.

Segundo o representante da concessionária Global Mac, Rodrigo Bernardes, a marca valoriza a mulher no campo e quis trazer pra realidade um trator que a representasse. “A cor rosa é a que se assemelha mais se identifica com o estereótipo feminino.”

— Era o sonho pra ela, mas também uma causa que nós abraçamos por poder reconhecer o valor da mulher no campo. — explicou Bernardes.

Segundo Rodrigo, o casal já tinha um trator azul, que é a identidade visual padrão da  concessionária. A nova cor, só foi possível, graças à encomenda junto a marca L&S, que também nunca havia recebido um pedido da cor.

— A concessionária Global Mac é muito voltada para a agricultura familiar. Hoje, ainda vivemos numa sociedade muito patriarcal, mas a nossa marca vê que a mulher tem valor igual no campo. Elas pegam junto nas tarefas e é fundamental reconhecermos isso. No município percebemos que a estrutura familiar mudou bastante, as famílias conversam muito antes para depois tomar uma decisão, em conjunto. — explicou Bernardes, o representante da concessionária.

Para o companheiro Diego Neitzke, a conquista não marca apenas o aumento na produção da família, mas a felicidade da esposa, que realizou seu sonho. Para o casal que produz cerca de 8 ha de fumo e 23 de soja, a expectativa para esta safra é positiva. “Melhor que no ano passado.” explica Neitzke.

— A mulher é dona de casa, é agricultora, é tudo ao mesmo tempo. Na nossa propriedade, dividimos todas as tarefas, seja em casa ou na lavoura. Estamos sempre juntos, ajudando um ao outro. — concluiu Valéria, satisfeita com a conquista.

Leia Também:

ads

Notícias Relacionadas

Aula inaugural do programa Novos Rurais mobiliza ETEC

Foi com o auditório repleto de alunos, familiares e educadores que ocorreu a aula ...

260 famílias produtoras de tabaco receberão orientações sobre novas culturas

Foto: Fernando Ageoletto/Reprodução Nos últimos dias aconteceu a primeira reunião de um projeto que teve ...

Programa Municipal do Morango

Programa Municipal do Morango: Uma alternativa na agricultura local

O Programa do Morango teve seu início em 2011 e se mantém até os ...

Família é mantida refém por 9 horas durante assalto no Faxinal

Na madrugada deste sábado (7), uma família foi mantida por 9 horas como refém ...

Prefeitura lança formulário online para identificar as necessidades da comunidade na cidade e no interior

Na última sexta-feira (28), a Prefeitura de Canguçu lançou o formulário de pesquisa base para ...

fumicultura

Família troca mais de 25 anos de fumicultura para produzir hortifrútis

No século 18, o dramaturgo e romancista irlandês, George Shaw (1856~1950) declarou: “O progresso ...

Canguçu recebe a Abertura da Colheita do Tabaco no RS na quinta-feira

A Abertura Oficial da Colheita do Tabaco no Rio Grande do Sul irá ocorrer na próxima quinta-feira ...

Saiba quais são os dias e locais de feira de orgânicos na cidade

Que tal melhorar a sua alimentação e fortalecer os produtores locais? A Prefeitura Municipal ...

Verde Louro

Verde Louro expande produção de Azeite em Canguçu

É na Fazenda Mato Grande, na Coxilha dos Cunha, há 36 quilômetros da cidade, ...